Politica 18/02/2019

Governo estuda três possibilidades de transição em projeto de Reforma da Previdência

Governo estuda três possibilidades de transição em projeto de Reforma da Previdência

O Governo Federal está fazendo os últimos ajustes no texto da Reforma da Previdência antes de apresentá-lo ao Congresso, o que deve ocorrer nesta quarta-feira. O projeto deve apresentar três propostas para o trabalhador se aposentar em um período de transição de até 14 anos. O trabalhador terá a opção de escolher a proposta mais vantajosa. O Governo Federal tem o objetivo de manter o atual sistema de pontos, que soma a idade e o tempo de contribuição. A proposta é de aumentar dos atuais 86 para mulheres para 100. No caso dos homens, vai passar de 96 para 105. A fórmula do cálculo não será mantida, mas a área econômica ainda não divulgou qual será.

Também haverá a transição por idade mínima, começando em 56 anos para mulheres e 60 para homens em 2019. Mas a idade mínima será alterada a cada ano. Em 2021, por exemplo, será de 57 anos para mulheres e 61 para homens. A partir de 2031, de acordo com as propostas do governo, as mulheres vão obter a aposentadoria a partir dos 62 anos de idade e com 30 de contribuição. No caso dos homens haverá uma exigência de 35 anos de contribuição a partir dos 65 anos. A terceira modalidade de transição é para os trabalhadores que já estão em condições de se aposentar. Quem estiver a dois anos de conseguir o benefício pelas regras atuais poderá entrar na transição, que usará o fator previdenciário para o cálculo do benefício.